O samba está de luto. Morreu na noite desta segunda-feira, 16, Dona Ivone Lara. A cantora tinha 97 anos e estava internada desde a última sexta-feira, 13, por conta de um quadro de insuficiência cardiorrespiratória. A internação aconteceu no dia do seu aniversário.

Recentemente, a “Grande Dama do Samba”, como era conhecida, precisou receber bolsas de sangue e cuidava de uma anemia. Durante os três dias em que ficou no CTI da Coordenação de Emergência Regional, no Leblon, o quadro era tratado como grave.

Seu legado estará eternamente marcado na história da música brasileira, onde foi pioneira ao enfrentar o preconceito de ser mulher e sambista. Dona Ivone era autora de um dos maiores sucessos da MPB: “Sonho Meu”, regravados na voz de Maria Bethânia e Gal Costa.

O corpo de Dona Ivone Lara será velado nesta terça-feira, 17, na quadra da Império Serrano, em Madureira.  O enterro será no Cemitério de Inhaúma, zona norte do Rio. Os horários ainda não foram divulgados.

Como diria a letra da música”Nossa Escola”, Dona Ivone Lara uma joia rara. Para sempre.