Aos 96 anos,  a atriz e cantora Bibi Ferreira usou usou suas redes sociais na manhã desta segunda-feira (10) para anunciar sua aposentadoria dos palcos.

“Amigos, venho conversar com vocês sobre o novo momento de vida que Bibi se encontra e como são seus dias hoje. Bibi está bem, em casa, mas decidiu que não terá mais possibilidade de se apresentar, como sempre gostou de fazer e manter em sua vida profissional”, diz o comunicado de Bibi Ferreira . “Por recomendação médica, na idade em que está, Bibi deve ter uma vida o mais tranquila possível, e com uma rotina em seus horários de dormir e de se alimentar”.

O comunicado ainda diz que ela não tem nenhuma doença, mas que sua idade está muito avançada. “Com três internações que teve esse ano, sempre em função de infecções oportunistas e exames, entendemos que ela já não teria mais a energia necessária para se apresentar no palco”, continua a nota.

No final, o comunicado ainda tem palavras da própria Bibi: “Nunca pensei em parar, essa palavra nunca fez parte do meu vocabulário, mas entender a vida é ser inteligente. Fui muito feliz com minha carreira. Me orgulho muito de tudo que fiz. Obrigada a todos que de alguma forma estiveram comigo, a todos que me assistiram, a todos que me acompanharam por anos e anos. Muito obrigada! Bibi”.

Bibi é atriz, cantora, diretora e compositora e alegrou a vida de muitas pessoas com seu talento e disposição. Com uma presença consolidada no ramo artístico, a artista chegou a entrar para a lista das 10 Grandes Mulheres que Marcaram a História do Rio, em 2015.

Bibi Ferreira iniciou sua carreira aos 24 dias de vida, na peça “Manhãs de Sol”, de Oduvaldo Vianna, interpretando o papel de uma boneca. Seu primeiro trabalho profissional nos palcos foi em 1941, dando vida a personagem Mirandolina, na peça “La locandiera”. Daí em diante a atriz excepcional não parou mais.

Guilherme Beraldo
Jornalista, crítico de TV e ator. Já participei dos seguintes programas: A Tarde é Sua e Manhã Maior na RedeTV, na Gazeta do "Mulheres", Versátil e Atual e Conexão com Zé Américo na CNT. Apaixonado por programas de auditório e musicais.