Não estou aqui defendendo o 17, 45, 13, 12, a sabatina de entrevistas promovida pelo Jornal Nacional foi uma lástima. O que Bonner e Renata fizeram na bancada do Jornal Nacional não é jornalismo imparcial.

O telespectador viu um bate-boca entre o jornalista e o candidato do PT, que deixou parecer que o postulante à presidência da República era Bonner e não Haddad.

O jornalista subiu o tom e um embate desrespeitoso para o telespectador que assistia o telejornal. Isso ficou nítido.

Bonner tem que se portar como o entrevistador e não como candidato à presidência da República.

Guilherme Beraldo
Jornalista, crítico de TV e ator. Já participei dos seguintes programas: A Tarde é Sua e Manhã Maior na RedeTV, na Gazeta do "Mulheres", Versátil e Atual e Conexão com Zé Américo na CNT. Apaixonado por programas de auditório e musicais.