. A sessão ocorreu no Instituto Moreira Salles (SP), dentro da programação da 23ª edição do festival É Tudo Verdade.

As duas sessões previstas para o evento, causaram breve confusão e reclamações do público que lotava as filas do centro cultural na avenida Paulista por volta das 15h, noticia a Folha.

Por causa da inquietação dos presentes, uma sessão extra foi aberta às 23h, com ingressos também esgotados. O documentário fez sua estreia internacional no festival de Berlim.

Já a estreia comercial do filme está prevista para 17 de maio.

Com muitos espectadores pró-Dilma, o público se manifestou em diversas ocasiões. Uma das responsáveis pela redação da denúncia contra a ex-presidente, a advogada Janaína Paschoal surgiu na tela sob gritos de “louca” e “mentirosa”.

O filme de Maria Augusta Ramos se concentra nos seis meses entre a aceitação da denúncia contra a ex-presidente e a confirmação de seu afastamento, ambos em sessões do Congresso.

Guilherme Beraldo
Jornalista, crítico de TV e ator. Já participei dos seguintes programas: A Tarde é Sua e Manhã Maior na RedeTV, na Gazeta do "Mulheres", Versátil e Atual e Conexão com Zé Américo na CNT. Apaixonado por programas de auditório e musicais.