Filmes na TV Brasil de 04 a 10 de dezembro de 2017


Confira os filmes que serão exibidos pela TV Brasil de 04 a 10 de dezembro. Destaque para o filme ”Pelo Malo”, longa venezuelano na madrugada de quarta para quinta-feira.

Segunda-feira, 4 de dezembro
 
Dólares de Arena
23h00, na TV Brasil
 
Noelí, uma jovem dominicana, perambula pelas praias de Las Terrenas, onde ganha alguns dólares as custas dos turistas. Entre eles está uma mulher francesa de meia-idade chamada Anne. O namorado de Noeli elabora um plano para que ela viaje para Paris com Anne e lhe envie dinheiro periodicamente. Noeli, inicialmente, gosta da proposta, mas, à medida que sua partida se aproxima, suas dúvidas começam a atacá-la.
Estrelado por Geraldo Chaplin, o drama “Dólares de Arena” conta a história de uma mulher francesa madura que se apaixona por uma jovem dominicana. O filme conqusitou diversos prêmios nos evento de cinema.
O longa foi reconhecido com o Prêmio do Juri no Festival de Cinema GLBT de Santo Domingo (República Dominicana). Geraldine Chaplin conquistou o  Prêmio de Melhor Atriz no Festival do Novo Cinema Latino Americano de Havana (Cuba), no Festival de Chicago (EUA) e no Festival de Nashville (EUA.
O drama ainda recebeu o Prêmio de Trilha Sonora e o Prêmio de Melhor Filme concedido pelo Juri Jovem do Festival Ibero-Americano do Ceará.  Também ganhou o Prêmio FIPRESCI no Festival do Cairo (Egito).
 
Segunda-feira, 4 de dezembro (madrugada de segunda para terça-feira)
 
El Cuerno de La Abundancia
1h30, na TV Brasil
Em Yaragüey, uma pequena cidade imaginária de Cuba, uma notícia explode como um foguete: todos os descendentes das Castiñeiras serão herdeiros de uma grande soma de dinheiro que algumas freiras depositaram em um banco da Inglaterra, no século XVIII. A partir desse momento, a vida de todas as Castiñeiras é desestabilizada, especialmente a de Bernardito e sua esposa Marthica. Todo mundo tem que lidar com o processo de reivindicações, enquanto alguns se endividam loucamente.
A comedia “El Cuerno de La Abundancia” conquistou o Prêmio de Melhor Roteiro no Festival de Havana (Cuba). O longa foi agraciado com o Prêmio do Juri no Festival de Cartagena de Indias (Colômbia) e no Festival de Mar de Plata (Argentina).
O filme cubano ainda recebeu o Prêmio do Público no Festival de Lima (Peru), no Festival Rapa Nui (Chile) e no Festival de Biarritz (França).
 
Terça-feira, 5 de dezembro (madrugada de terça para quarta-feira)
 
Las Carpetas
01h30, na TV Brasil
A polícia porto-riquenha, com o apoio do FBI, espiou e perseguiu por décadas as pessoas que não concordavam com o governo. As informações obtidas foram armazenadas em arquivos chamados “la carpetas”.
O documentário de Porto Rico conta a história das vítimas e dos agentes envolvidos nesta perseguição política. Os testemunhos expõem a extensão dessa perseguição e as consequências que teve na vida dessas pessoas. Olhar para o passado levanta questões sobre o presente: esse tipo de prática ainda acontece? Quem são os novos subversivos?
A produção documental “Las Carpetas” foi premiada no Festival de Havana (Cuba).
 
Quarta-feira, 6 de dezembro
 
Vai Trabalhar, Vagabundo II – A Volta
23h00, na TV Brasil
Depois de 15 anos fazendo o mundo, o herói Secundino Meireles encontra-se em Acapulco, no México, casando-se com uma milionária septuagenária, para logo depois fugir em um caixão atapetado de dólares, remetido aos antigos companheiros do Rio, Babalu e Godofredo.
De volta ao Rio, Dino assiste a seu próprio sepultamento e a partir daí, perde os dólares e instala-se na casa de Babalu que tem ciúmes da intimidade entre sua mulher, Tereza e o amigo.
De Acapulco ao Rio e São Paulo, uma obsessiva busca do amor escapulido: Carmem, a Dama de Copas, que ele não esqueceu, famosa por suas trapaças nos cassinos. O golpe de fabricação de uma supervitamina afrodisíaca aproxima Dino de Edu que acaba levando-o à Dama de Copas. Carmem e Dino jogam sua última cartada. Terminará ali a busca de Dino?”
“Vai Trabalhar, Vagabundo II – A Volta” (1991) sequência de “Vai Trabalhar, Vagabundo” (1973) rendeu a Hugo Carvana o Troféu Candango de Melhor Ator no Festival de Brasília e o Kikito de Ouro na mesma categoria no Festival de Gramado.
Os dois eventos ainda renderam também outros reconhecimentos ao filme. No Festival de Brasília, Andréa Beltrão ganhou o Prêmio de melhor Atriz Coadjuvante enquanto que no Festival de Gramado o longa venceu nas categorias Música e Direção de Arte.
 
 
Quarta-feira, 6 de dezembro (madrugada de quarta para quinta-feira)
 
Pelo Malo
01h30, na TV Brasil
 
Junior tem nove anos e o “cabelo ruim”, como é chamado na Venezuela o cabelo extremamente encaracolado. O menino pretende alizá-lo para a foto da escola: ele quer parecer um cantor de moda, o que horroriza sua mãe Marta, educada à moda antiga. Quanto mais Junior tenta ficar bonito para sua mãe amá-lo, mais a mulher o rejeita.
O drama venezuelano conquistou diversos prêmios. O longa foi reconhecido como Melhor Filme no Festival de San Sebastian (Espanha). Foi agraciado com os Prêmios de Melhor Direção e Melhor Roteiro no Festival de Mar del Plata (Argentina).
No Festival de Porto Rico, a produção foi considerada o Melhor Filme Caribenho. Já no Festival de Viña del Mar (Chile), “Pelo Malo” ganhou o Prêmio de Melhor Direção.
No Festival de Tesalonica (Grécia), o filme recebeu o Prêmio do Júri e o Prêmio FIPRESCI. No Festival de Torino (Itália), o longa foi agraciado nas categorias  Melhor Roteiro e Melhor Atriz (Samantha Castillo). No Festival de Motreal (Canadá), o drama venceu na categoria Melhor Atriz.
A produção também conquistou o Prêmio de Melhor Filme Internacional no Festival de Jagram (Índia) e o Prêmio da Crítica no Festival de Rabat (Marrocos).
 
Quinta-feira, 7 de dezembro (madrugada de quinta para sexta-feira)
 
Jhonny Cien Pesos
01h30, na TV Brasil
Após 17 longos anos, a ditadura finalmente termina no Chile. Agora, cabe a cada chileno se empenhar em sobreviver na nova democracia. O jovem Jhonny vive com sua mãe em uma área marginal de Santiago.
Ele se juntou a uma gangue com a qual ele decide assaltar uma loja de video. Mas o que começa como um pequeno roubo, torna-se uma espiral de violência que Jhonny pode não conseguir sair.
O drama “Jhonny Cien Pesos” conquistou o Prêmio de Melhor Filme  da Associação de Jornalistas do Espetáculo do Chile. No Festiva Mystfest XVI de Cattolica (Itália), a produção recebeu os Prêmios de Melhor Filme e o Prêmio do Público.
 
Sexta-feira, 8 de dezembro (madrugada de sexta-feira para sábado)
 
Asaltar los Cielos
00h30, na TV Brasil
 
Um velho, sentado na mesa do escritório, lê um artigo. Ao lado dele está o autor do texto, um homem jovem, bonito e amável. A data é 20 de agosto de 1940 e o acontecimento se passa em uma casa em Coyoacán, nos arredores da Cidade do México.
O jovem tira uma picareta escondida em sua capa de chuva e atinge o crânio do velho. Há um profundo grito de raiva e dor. É o grito de um homem que morreria. Um grito que perseguirá o assassino pelo resto de sua vida.
O assassinado é chamado Leon Trotsky. O assassino é Ramón Mercader del Río, espanhol, agente da KGB. Um homem com a missão de assaltar os céus.
O documentário espanhol dirigido por José Luis López-Linares conquistou o Prêmio do Juri como reconhecimento no Festival de Bogotá (Colômbia) e no Prêmio Ondas (Espanha).
 
Sexta-feira, 8 de dezembro (madrugada de sexta-feira para sábado)
 
Vestido de Novia
02h30, na TV Brasil
 
 
Em Havana na década de 1990, uma enfermeira e um construtor de casas vivem felizes casados. Um fato circunstancial da vida passada testará seus sentimentos, minando os princípios mais elementares.
O drama “Vestido de Novia” trata da questão da repressão vivida por minorias sexuais em Cuba nessa época.
O longa conquistou diversos prêmios no Festival de Havana (Cuba) nas categorias Melhor pós-produção, Prêmio do Público, Prêmio Caminhos e o Prêmio do Centro Memorial Dr. Martin Luther King Jr.
O filme ainda foi agraciado  com o Prêmio do Público no Festival de Málaga (Espanha) e no Festival de Torino (Itália).
 

Sábado, 9 de dezembro
 
Jeca contra o Capeta
16h00, na TV Brasil
A gozação já começa na temática: o Jeca tem de enfrentar uma rica fazendeira que faz de tudo para ter o seu amor. Em tempos do sucesso mundial do filme “O Exorcista”, Mazzaropi deu sua versão tupiniquim ao blockbuster e na época arrebanhou multidões aos cinemas com este longa que é um dos maiores recordes de público do cinema nacional.
O filme “Jeca contra o capeta” é uma comédia sem limites em que o querido Jecão leva o capeta à loucura e faz as pessoas caírem da cadeira de tantas risadas.
 
Sábado, 9 de dezembro
 
Um caipira em Bariloche
23h00, na TV Brasil
 
Ano de estreia: 1973. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Beatriz Bonnet, Ivan Mesquista, Carlos Valone.
Polidoro, um fazendeiro ingênuo cai na conversa do genro e vende suas terras para um vigarista que engana a todos, inclusive sua própria esposa, uma argentina honesta e desiludida com o amor.
Por pura armação, os dois acabam indo parar em Bariloche e lá na neve, em meio a confusões e gargalhadas, o caipira começa a juntar os fatos e retorna para desmascarar os vilões.
A comédia promete muitas risadas e momentos de diversão, intriga e suspense para a plateia. O longa “Um caipira em Bariloche” foi uma das maiores bilheterias de toda a carreira do saudoso humorista Amácio Mazzaropi.
 
 
Sábado, 9 de dezembro (madrugada de sábado para domingo)
 
O Velho e o Novo
0h45, na TV Brasil
Com técnicas arcaicas e manuais, os camponeses pobres – ampla maioria da população soviética nos anos 1920 – mal conseguiam sobreviver. Eram explorados pelos “kulaks”, a elite do campesinato.
Cansada de passar necessidade, a camponesa Marfa Lapkina decide reforçar o movimento pela coletivização da agricultura e organiza um “kolkhoz” (cooperativa) com seus vizinhos.
De início, a adesão é pequena, mas em meio a uma intensa luta ideológica entre velhas e novas concepções, as vantagens da produção coletiva vão se afirmando.
Ponto alto do cinema mudo, “O Velho e o Novo” (1929) explora ao máximo os recursos da montagem dialética. Os cineastas Serguei Eisenstein e Grigori Aleksandrov começaram a rodar o filme em 1927. A primeira edição foi concluída no início de 1929 e tinha 121 minutos, mas não foi apresentada ao público. Os diretores decidiram realizar uma nova edição, com tempo menor.
 
 
Domingo, 10 de dezembro (madrugada de domingo para segunda-feira)
 
Los Colores de La Montaña
00h30, na TV Brasil
Manuel sonha em se tornar um grande goleiro. Seu sonho parece se cumprido quando seu pai lhe dá uma nova bola. Mas um acidente faz com que ele caia em um campo minado. No meio de aventuras e jogos infantis, os sinais de conflito armado estão assumindo a vida dos habitantes de “La Pradera”, uma pequena cidade nas montanhas da Colômbia.
O drama conquistou o reconhecimento com diversos prêmios. No Festival de Bogotá (Colômbia), a produção foi considerada o Melhor Filme Colombiano. No Festival de Cinema Viña del Mar (Chile), o longa recebeu o Prêmio de Melhor Filme.
No Festival de São Sebastião (Espanha) e no Festival de Biarritz (França), a obra venceu na categoria Melhor Diretor estreante.
Já na Suiça, no Festival de Cinema da América Latina, o filme recebeu o Prêmio do Júri Jovem e o Prêmio Internacional das Brigadas da Paz. O  Festivalde Friburgo, no mesmo país, rendeu ao drama o Prêmio do Público e o Prêmio do Júri.
No Encontro de filmes sul-americanos em Marselha (França), venceu na categoria Melhor Ator. Já no Festival de Cinema Latino de Los Angeles (EUA), a produção ganhou como Melhor Roteiro.
Me siga no Twitter: @beraldotv  Me siga no Instagram: @beraldotv  Curta uma página do Portal do Beraldo no Facebook, clique aqui



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



log in

Become a part of our community!

reset password

Back to
log in