Com contrato com a Band valendo até 2019, o Pânico vai enfrentar uma dura batalha judicial pela frente.

O último programa ao vivo vai ao ar no dia 17 de dezembro. Depois, duas edições gravadas e chega ao fim o ciclo no Morumbi.

A Band terá que pagar uma multa de quebra de contrato ao Tutinha, dono da marca Pânico: estipula-se em valores na casa dos R$ 10 milhões.

O SBT já tinha sinalizado que não teria ‘’espaço’’ na grade.

Dentro da emissora, o ‘’não’’ teria partido de Silvio Santos por considerar que o programa já perdeu o seu frescor.

A última cartada do humorístico era a Record TV.

A emissora de Edir Macedo por questões de programação e por entender que o programa não é adequado ao seu público também jogou a toalha.

Me siga no Twitter: @beraldotv  Me siga no Instagram: @beraldotv  Curta uma página do Portal do Beraldo no Facebook, clique aqui

Guilherme Beraldo
Jornalista, crítico de TV e ator. Já participei dos seguintes programas: A Tarde é Sua e Manhã Maior na RedeTV, na Gazeta do "Mulheres", Versátil e Atual e Conexão com Zé Américo na CNT. Apaixonado por programas de auditório e musicais.