Durante o PATTV Forum 2018, nesta terça (31), aconteceu a primeira apresentação pública do novo Globo Play, serviço de streaming do Grupo Globo. O atual serviço será ampliado gradativamente até o fim do ano, assumindo uma nova marca a partir de 2019.

O executivo João Mesquita (ex-Telecine) adiantou algumas das atrações que devem estar em seu catálogo, para torná-lo um concorrente de maior peso da Netflix.

Serão apresentados conteúdos inéditos em serviços de streaming no Brasil, como a série “The Big Bang Theory” já exibida no Brasil pela  Warner e no SBT, tem onze temporadas produzidas.

O clássico “Arquivo X”, que acompanha os detetives de casos sobrenaturais e extraterrestres Fox Mulder (David Duchovny) e Dana Scully (Gillian Anderson); “The Handmaid’s Tale” que conta a história na distopia de Gileade, uma sociedade totalitária que foi anteriormente parte dos Estados Unidos, governada por um fundamentalismo religioso que trata as mulheres como propriedade do estado e “The Gifted”, série do universo X-Men acompanha dois pais que descobrem que seus filhos possuem poderes extraordinários.

Além das produções acima, uma novidade para os fãs de  “House”,  um médico polêmico, irreverente e anti-social que não confia em ninguém, muito menos em seus pacientes e “Modern Family”, série que foca nos relacionamentos entre uma família liderada por Jay Pritchett (Ed O’Neill), que após divorciar-se, casou-se com uma mulher colombiana mais nova e atraente Gloria Delgado (Sofia Vergara).

Produções inéditas na TV e em serviços de streaming também estão garantidas a primeira delas será “The Good Doctor”, drama hospitalar estrelado por Freddie Highmore. Com 18 episódios na primeira temporada, a série acompanha Shaun Murphy, jovem cirurgião com autismo e síndrome de Savant que vai trabalhar no prestigioso departamento de cirurgia do Hospital San Jose St. Bonaventure, onde ele usa seus talentos para salvar vidas e desafiar o ceticismo de seus colegas.

O serviço terá produções nacionais feitas exclusivamente para o Globo Play. Uma delas é a minissérie “Assédio”, que vai tratar da história de Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. Em 2008, vieram a público as primeiras denúncias de que Abdelmassih teria abusado sexualmente de pacientes sedadas. Logo, já eram dezenas de casos. Acabou condenado a 181 anos de prisão por 48 estupros de 37 pacientes. No elenco nomes como Antonio Calloni, Paolla Oliveira, Leandra Leal, Adriana Esteves, Mônica Iozzi, Felipe Camargo, Hermila Guedes e João Miguel.

“A Ilha de Ferro” gira em torno de um grupo de petroleiros da PLT-137, plataforma de produção de uma companhia de exploração de petróleo fictícia, que mais parece uma panela de pressão. A equipe vive entre o clima de ebulição de egos, hormônios, nervosismo, paixão e coragem em alto-mar, e os dilemas da vida familiar em terra firme. Com Cauã Reymond, Sophie Charlotte, Maria Casadevall, Klebber Toledo entre outros.

“Além da Ilha”, protagonizado pelo Paulo Gustavo, conta a história de um homem misterioso quevive há 30 anos escondido em uma ilha. No elenco, Katiuscia Canoro, Guilherme Piva, Monique Alfradique, Gabriel Godoy e Letícia Lima.

O novo Globo Play, que já vem disponibilizando filmes nacionais realizados em parceira com Globo Filmes, também contará com filmes dos grandes estúdios norte-americanos. A emissora detém acordos com Universal, Fox, Sony, Paramount, Warner Bros. e Disney, que deve se estender ao serviço.

A nova plataforma terá filmes alternativos, de produtoras de pequeno e médio porte da Europa e de outras regiões do mundo. A exibição dos longas ocorrerá em uma terceira janela, após a etapa de locação e a da TV paga (Telecine, que também se transformará em um aplicativo de streaming e HBO).

Recentemente, o Globo Play disponibilizou conteúdo do Gloob com séries como “D. P. A. – Detetives do Prédio Azul”, “Escola de Gênios” e “Valentins”. A parceira se ampliará com conteúdo de outros canais Globosat, como Multishow, GNT e Canal Brasil, por exemplo.

O serviço continuará oferecendo conteúdo da Globo, no modelo catch-up, com exibição seguida da TV para telespectadores que perderam atrações na TV. Também seguirá exibindo conteúdo grátis para não assinantes, com trechos de programas.

Não há uma previsão de lançamento para o novo Globo Play, mas até dezembro haverá uma mudança significativa no serviço com o reforço no catálogo de séries e filmes. O preço atual da assinatura do serviço é de R$ 18,90 mensais.

A ideia é clara, frear o crescimento da Netflix e conseguir duelar em pé de igualdade.

Guilherme Beraldo
Jornalista, crítico de TV e ator. Já participei dos seguintes programas: A Tarde é Sua e Manhã Maior na RedeTV, na Gazeta do "Mulheres", Versátil e Atual e Conexão com Zé Américo na CNT. Apaixonado por programas de auditório e musicais.