O presidente Michel Temer passou por uma cirurgia de raspagem de próstata na noite dessa sexta-feira (27). O procedimento foi bem-sucedido, de acordo com informações oficiais da Presidência e do Hospital Sírio-Libanês. O presidente passaria a noite em uma unidade semi-intensiva.

Não há previsão de alta, segundo a equipe médica que atende o presidente. O procedimento durou duas horas, segundo apurou a reportagem.

Em nota, a Presidência afirmou que o diagnóstico de Temer foi de “retenção urinária por hiperplasia [aumento] benigna da próstata]”.

A cirurgia é considerada de baixa complexidade, já que se trata de procedimento corriqueiro em pacientes com esse diagnóstico, segundo apurou a reportagem.

Temer está sendo acompanhado por equipes coordenadas pelos médicos Roberto Kalil Filho, Miguel Srougi e Felipe Barroso Braga, de acordo com o boletim do hospital.

O presidente se internou no Sírio para fazer uma reavaliação de seu problema urológico e, segundo a Secretaria de Imprensa da Presidência, dar continuidade ao tratamento a que foi submetido em Brasília na quarta (25).

Temer sentiu um desconforto na manhã daquele dia, em que a Câmara votou e barrou a segunda denúncia contra ele -desta vez por obstrução da Justiça e organização criminosa- e precisou ir ao hospital. Lá, passou por procedimento de desobstrução do canal da uretra, no qual foi sedado, segundo a Presidência.

Me siga no Twitter: @beraldotv  Me siga no Instagram: @beraldotv  Curta uma página do Portal do Beraldo no Facebook, clique aqui

Guilherme Beraldo
Jornalista, crítico de TV e ator. Já participei dos seguintes programas: A Tarde é Sua e Manhã Maior na RedeTV, na Gazeta do "Mulheres", Versátil e Atual e Conexão com Zé Américo na CNT. Apaixonado por programas de auditório e musicais.